Colisão inelástica.

 

Na colisão inelástica, ou parcialmente elástica o coeficiente de restituição esta compreendido no intervalo 0 e 1,  aberto a direita e fechado a esquerda. 

Durante o tempo de impacto (contato) a energia cinética é transformada parcialmente em energia potencial, que será armazenada, e também dissipara energia na forma de calor, efeito joule, energia sonora e por não ser elástico parte da energia é utilizada nas deformações permanentes. No entanto o momento linear é conservado. Em suma:

Na colisão inelástica a energia inicial do sistema é maior que a energia final do sistema.


Equação do momento linear:

Para dois corpos colidindo em uma dimensão.

Quando o coeficiente de restituição é próximo de 1 implica pouca dissipação, no caso em que for igual a  0 (zero) ocorrerar a máxima perda de energia cinética, chamamos então de colisão perfeitamente inelástica ou anelastica.          

 

voltar